Vale da Cerveja

A imigração deixou marcas profundas em toda a região do Vale do Itajaí, em Santa Catarina. A herança alemã aparece no sotaque, nas festas, na gastronomia e na tradição de fabricar cervejas artesanais. Só em Blumenau, a maior cidade da região, há mais de 100 produtores em atividade. A cidade é o ponto de partida perfeito para um roteiro único pelas cervejarias do Vale – chamado, não por acaso, de “Vale da Cerveja”. Veja, a seguir, quais são as principais fábricas das vizinhas Brusque, a 42 km, e Pomerode, a 33 km:

 

Brusque

Fundada em 2003, a de Zehn Bier tem como símbolo o número 10 – Zehn, que se pronuncia “tzhen” em alemão, significa “dez”. Da fábrica saem seis tipos de cerveja: Weizen, Pilsen Extra, Pilsen, Heller Bock, Ipa e Porter – o processo de produção de todas elas respeita fielmente a Reinheitsgebot (a lei de pureza alemã, de 1516, determina que a bebida deve ter apenas quatro ingredientes como matérias-primas: malte de cevada, lúpulo, fermento e água). O pub da marca abre todas as noites, mas as visitas à fábrica devem ser agendadas.

 

Pomerode

Uma construção histórica, que já abrigou um antigo mercado, é a sede da cervejaria Schornstein, em Pomerode. Seu bar, ao lado, é caracterizado por uma chaminé de 30 metros, que pode ser vista de longe. Ela é o símbolo do lugar – é só prestar atenção no rótulo de qualquer uma das cervejas produzidas ali. São 8 tipos: Bock, Witbier, Weiss, Pilsen, India Pale Ale, Imperial Stout, Soul e Imperial Ipa. Aproveite o passeio para experimentar o pão de cerveja artesanal, faça umas comprinhas no Armazém Schornstein e conheça o processo de produção (para visitar a fábrica é preciso agendar).

 

Reserve seu hotel em Pomerode!

Reserve seu hotel em Brusque!

Alugue seu carro!

Conheça nossa empresa

Conheça mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *